Archive for abril, 2011


Nick and Norah!

Olá, leitores e leitoras!

Desde que comprei meu notebook e coloquei internet aqui em casa, comecei um no vício: baixar filmes!

Não foram muitos, porém são significativos!! E um deles é Nick and Norah’s Infinite Playlist .

É um filme sobre adolescência produzido em 2008 dirigido por Peter Sollet e estrelando Michael Cera e Kat Dennings. Escrito por Lorene Scafaria e baseado no romance com o mesmo nome de Rachel Cohn e David Levithan, a estória conta sobre os adolescentes Nick (Cera) e Norah (Dennings), que se conheceram quando Norah pediu a Nick que fosse seu namorado durante cinco minutos.

Nick é um baixista hetero numa banda queencore (punk que fala sobre homosexualismo) sem bateirista. Ele levou um pé da bunda de Tris, a qual era devotamente apaixonado e que não era nem de longe o anjo que ele pensava.  Após mais um show de sua banda, chamada no momento The Fuck Offs (ex- Porn Yesterday, None of your Bussiness e outros huahuhauha), ele vê Tris and the new guy em meio a muvuca do Crazy Lou.

Nick and Norah Nick and Norah

Norah – que por acaso conhece a “vagabunda da Tris” (estuda com ela, e sabe do desprezo que ela sempre dispensou ao pobre rapaz que amava-a o suficiente para lhe escrever musicas de amor) – se aproxima de Nick e faz a proposta. Ela o beija e descobre quem é ele afinal.

Incentivado pelos amigos, Nick vai atrás de Norah e inicia-se uma noite de aventuras, descobertas, amizade e romance.

Inteligente e cativante são as palavras certas para descrever essa história. Uma química fantástica entre os personagem e autores fazem o livro fluir como uma boa musica no mp4..Para quem conhece e gosta de algumas bandas citadas o gostinho é extra então!

Anúncios

Adele

Olá, leitores e leitoras!!

Descobri esse vídeo num programa da MTV e adorei, depois quando fui ler a letra e a sua tradução fiquei apaixonada e, atualmente, viciada nessa música:

Adele – Someone like you

I’ve heard that you’re settled down
That you found a girl and you’re married now
I’ve heard that your dreams came true
Guess she gave you things I didn’t give to you
Old friend, why are you so shy?
Ain’t like you to hold back or hide from the light
I hate to turn up out of the blue uninvited
But I couldn’t stay away, I couldn’t fight it
I had hoped you’d see my face
And that you’d be reminded
That for me it isn’t over
[Chorus]
Never mind, I’ll find someone like you
I wish nothing but the best for you two
Don’t forget me, I bet I’ll remember you say:
“Sometimes it lasts in love, but sometimes it hurts instead”
Sometimes it lasts in love, but sometimes it hurts instead, yeah
You’d know how the time flies
Only yesterday was the time of our lives
We were born and raised in a summer haze
Bound by the surprise of our glory days
I hate to turn up out of the blue uninvited
But I couldn’t stay away, I couldn’t fight
I had hoped you’d see my face
And that you’d be reminded
That for me it isn’t over
[Chorus]
Nothing compares, no worries or cares
Regrets and mistakes, they’re memories made
Who would have known how bitter-sweet
This would taste?
Never mind, I’ll find someone like you
I wish nothing but the best for you
Don’t forget me, I bet I’ll remember you say:
“Sometimes it lasts in love, but sometimes it hurts instead”
[Chorus]
Sometimes it lasts in love, but sometimes it hurts instead, yeah
http://www.vagalume.com.br/adele/someone-like-you.html#ixzz1JpaNdAdg

Olá, leitores e leitoras!!!

Nessa exato momento (21:19h do dia 03/04/2011) está passando no Warner Channel o filme “O Amor não Tira Férias”.

Adoooooooro essa filme. E uma das coisas que admiro é a fala da Iris (Kate Winslet) no início do filme. Olha só:

Shakespeare disse: ‘As viagens acabam em encontros de amantes… Que pensamento extraordinário! Pessoalmente, não experimentei nada parecido, mas creio q Shakespeare experimentou… Acho que penso em amor mais do que deveria. Sempre me surpreende seu poder de alterar e definir nossas vidas… Foi Shakespeare q tb disse: ‘O amor é cego!” Agora eu sei q isso é verdade. Para algumas pessoas, o amor desaparece… Amor falso. Para outras, o amor está simplesmente perdido. Mas é claro q o amor tb pode ser encontrado. Mesmo q só por uma noite… Há tb outro tipo de amor. O do tipo mais cruel. Àquele q quase mata suas vítimas. Chama-se amor não-correspondido…. E, nesse, sou especialista. Na maioria das histórias de amor, um se apaixona pelo outro… Mas e quanto ao resto? E as nossas histórias? Daqueles que se apaixonam sozinhos?… Somos vítimas do amor q não é recíproco.  Amaldiçoados pelos amados. Mal-amados… Feridos sem prioridade. Deficientes sem o melhor lugar no estacionamento… Sim, eu sou uma dessas pessoas”. Iris

Não é o máximo?!